“Eleição Não! Revolução Sim!

14 ago

“A cada dois anos o povo é obrigado a participar da farsa eleitoral, através da qual a burguesia e o latifúndio, serviçais do imperialismo, decidem com o concurso do voto popular, quais da canalha politiqueira que ocuparão a gerência das estruturas do velho e apodrecido Estado Brasileiro”.

“O socialismo não será implantado por decretos celestiais, como parecem esperar os oportunistas e revisionistas dessa “esquerda” de fancaria. A realização da revolução democrática capaz de quebrar os laços da dominação imperialista, de liquidar o capitalismo burocrático e o latifúndio é o único caminho possível de assegurar, de forma ininterrupta, a continuidade do processo revolucionário rumo ao socialismo”.

 

Por Fausto Arruda

Leia o artigo em

http://www.anovademocracia.com.br/no-93/4148-eleicao-nao-revolucao-sim

Anúncios

5 Respostas to ““Eleição Não! Revolução Sim!”

  1. Bernarndo José 16 de agosto de 2012 às 09:59 #

    Opa,

    Vocês não acham incoerente colocar uma matéria do AND, e acima uma homenagem ao Fidel. Se a AND afirma que Fidel é um revisionista e tem que o atual Partido de Cuba tem que ser tirado do poder pelas massas de lá? Ecletismo?

    • coletivobandeiravermelha 16 de agosto de 2012 às 14:32 #

      Caro Bernarndo José,

      O Texto do AND que aqui reproduzimos, assinado pelo Profº Fausto Arruda, aborda uma questão interna do país com a qual concordamos. Trata-se de uma exposição bem fundamentada do caráter farsesco das eleições em uma semi-colonia com o Brasil. Pelo que sabemos, o texto em nenhum momento faz referência a Fidel ou ao Partido Comunista de Cuba e caso fizesse, não o reproduziríamos.

      Coletivo Bandeira Vermelha

      • Bernardo José 17 de agosto de 2012 às 23:41 #

        Como pode uma análise interna estar desconectada de uma análise externa? Então o Fausto fala corretamente do Brasil e erra quando fala de outro país? Como se fossem 2 pessoas distintas? Como o marxismo que analisa tão bem uma raldiade falha tão redondamente na outra? Ou será que ele falha nas duas? Não era isso que o Lênin chamava de ecletismo? Criar uma posição costurando outras sem aprofundar a análise? Desculpe se estou sendo chato, mas li algumas coisas aqui nesse blog e pelo que entendi se vocês estão defendendo o nacional-desenvolvimntismo com slogans marxistas. Parece que é um blog escrito por adolescentes…

      • coletivobandeiravermelha 19 de agosto de 2012 às 20:57 #

        Caro Bernardo José,

        Não se trata meramente de “uma análise interna estar desconectada de uma análise externa”. Nós, enquanto Coletivo marxista independente, temos nossas posições em relação ao Brasil que se aproximam em grande medida do que os companheiros do AND defendem. Consideramos as eleições realizadas em um país semi-colonial como nosso uma grande farsa, um grande circo que não trará nada de positivo para as grandes massas populares. Reproduzimos o texto levando em consideração esse elemento particular, o que não significa que não tenhamos nossas posições próprias que divergem das analises realizadas pelo jornal AND. Não existe nada de ecletismo aqui, a não ser que se dê um outro significado para o ecletismo, visando criar falsas polêmicas. E sobre a falsa acusação de estarmos defendendo o “nacional-desenvolvimentismo”, obviamente elas não passam de completa negação do que foi dito por nós em nosso principal documento, assim como uma completa incompreensão do que seja uma Revolução Democrática Anti-Imperialista dirigida pelo Proletariado e ininterrupta ao Socialismo. É o grande erro da “esquerda brasileira” que acha que decretando um “caráter socialista” da Revolução Brasileira serão mais radicais e verdadeiramente revolucionários. Estranhamente todas as organizações que reivindicam o “caráter socialista” da Revolução Brasileira e criticam o “etapismo” apresentam religiosamente suas “candidaturas revolucionárias” cujo conteúdo é claramente liberal, recebendo gordas verbas do fundo partidário eleitoral do podre regime vigente em nosso país. Sobre o blog ser escrito por adolescentes, acreditamos que afirmando algo do tipo você perde completamente a razão e nos mostra que o seu intuito não é debater, mas sim provocar, o que nos faz questionar quem realmente seja o adolescente aqui. E já que quer tanto saber, o nosso Coletivo é formado em grande parte por jovens militantes revolucionários. Algum problema nisso?

        Coletivo Bandeira Vermelha

  2. Alexandre 19 de agosto de 2012 às 21:44 #

    Defender o nacional-desenvolvimentismo é o que fazem todos os partidos auto-denominados comunistas que mergulham no lamaçal do cretinismo parlamentar e do revisionismo, apresentando programas como “ser socialista é ser ético” ou “lutar por cidades mais limpas”, entrando em contradição óbvia com suas constatações teóricas de que o Brasil já seria um país imperialista (?) e que o caráter da Revolução seria já socialista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: