Índia: Novas ações do EGPL

16 out

8 de outubro – Guerrilheiros maoístas impedem reunião de governo local em Odisha

Guerrilheiros maoístas do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL) impediram uma reunião do governo local em Odisha, e mantiveram detidos os funcionários do governo durante várias horas antes de liberá-los, no distrito de Malkangiri, no último 8 de outubro, segundo o periódico Times of India. Um grupo de mais de 10 guerrilheiros maoístas assaltou a reunião e deteve cerca de 13 funcionários. “Quinze funcionários de diferentes dpartamentos estavam presentes na reunião. Ao ver os maoístas, dois dirigentes fugiram, porém os guerrilheiros detiveram os restantes,” disse uma fonte em Kalimela. Antes de saírem da reunião, os maoístas entregaram uma lista de demandas aos funcionários e lhes fizeram a advertência de não voltarem a se reunir novamente. O Goverto do Estado está levando a cabo reuniões de governos locais como parte de sua campanha em todo o estado, entitulada “programa de potenciação de Gram Sabha”. Anteriormente, os maoístas já haviam feito advertências contra essas reuniões.

Apesar das ações dos maoístas, um chefe de uma estação de gasolina foi preso por dar apoio logístico ao maoístas em Raighar, no distrito de Nabarangpur, segundo a polícia. Uma viatura de polícia fez uma busca em sua casa e foram encontrados 8 walkie-takies chineses e alguns cartões de telefones, que seriam entregues a quadros maoístas.

14 de outubro – Guerrilha maoísta incendeia quatro caminhões de construtora e realiza emboscada contra patrulha de policiais

Uma unidade do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL) interceptou no dia 14 de outubro quatro caminhões de uma empresa de construção que participavam nas obras de uma rodovia na aldeia de Surokhi, no distrito de Dantewada, em Chattisgarh, segundo o periódico Hindustan Times. Os guerrilheiros obrigaram os condutores a saírem dos caminhões e incendiaram os caminhões, deixando-os completamente destruídos. Do outro lado do local, os guerrilheiros maoístas emboscaram uma equipe de policiais que se dirigia ao local de incêndio, causando verdadeiros golpes contra as forças de repressão. Após a resposta por parte do pessoal de segurança, os maoístas escaparam.

A construção de rodovias em tais aldeias, onde o PCI Maoísta tem suas bases, tem fins de combate antiguerrilha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: